quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Bob Esponja instimula a homossexualidade

Serei muito xingado aqui agora mas tudo bem.

Para os pais desavisados que acreditam que seus filhos estão bem, a salvo da orgia e pederastia em quanto estão em casa assistindo TV, saibam que não é bem assim que as coisas acontecem!

Bob Esponja é o mais homossexual de todos os desenhos animados.

Vamos ao primeiro exemplo.

Em um episódio Bob e o Patrick encontram uma ostra órfã e decidem criá-la juntos. Bob assume o papel de mãe e o Patrick o de pai. Ou seja, mesmo sendo os dois machos, eles decidem assumir uma relação e constituir uma família nos moldes heterossexuais, contudo, todavia, entretanto, os pais de Bob se refere a ele como “nosso filho” toda vez que se vêem, ou seja, não dá certo no final. Inclusive o Bob esponja aparece vestido de mulher (mesmo sendo macho).

Ou seja, o desenho sugere nitidamente que uma relação homossexual entre duas pessoas do mesmo sexo é normal.

Para uma pessoa adulta isso pode ser engraçado, mas para uma criança que esta formando a sua personalidade ainda isso não é muito legal, pois ela ainda não tem noção do que é certo ou do que é errado, do que é legal ou não é, mal sabe o que é menino ou menina.

Isso vai fazer uma pequena confusão na cabeça dele, o fazendo acreditar que são ambos a mesma coisa. O que pode aumentar a violência em colégios, parquinhos, parques de diversão, enfim, na vida social da criança. Tipo “eu sou menino, ela ta de saia, mas é a mesma coisa, posso bater nela”. Entenderam?

Por isso, queridos pais desavisados. Se quiserem que seus filhos tenham uma vida normal, esqueça a TV, os coloque em contato com a vida real. Não os deixe assistir TV. Esperem eles completarem 13 anos e dêem um PC para eles.